Como ter Controle Sobre o Orçamento de sua Reforma

Assumir as despesas com reformas e manutenções pode acarretar um rombo no orçamento de qualquer pessoa. Isso porque, são várias as situações em que o proprietário do imóvel age por impulso, sem se preocupar com as consequências dessa decisão. Por sorte, algumas recomendações podem ser seguidas, a fim de prevenir imprevistos financeiros. Confira!

  1. Defina um planejamento detalhado

Dar início à reforma sem antes planejá-la em sua totalidade é um dos maiores erros que se pode cometer. Antes de qualquer decisão, reflita sobre o quê, como, onde e quando serão feitos os ajustes e, obrigatoriamente, passe todos os planos para o papel. Tenha em mente que a falta de planejamento é o primeiro passo para estourar qualquer orçamento.

reforme-sem-estourar-orcamento

  1. Crie um cronograma para seu projeto

Com o planejamento em mãos, é importante definir as etapas do projeto. Um método eficaz de organização para reforma de casas é programar a execução das obras por cômodos, especificando todos os detalhes a serem feitos em cada parte do imóvel. A alternativa é capaz de orientar o desenvolvimento do projeto, colaborando também para o controle do orçamento.

  1. Procure ajuda especializada

Em inúmeros casos, procurar o auxílio de um especialista pode ser o segredo para o sucesso. A assessoria de profissionais, como engenheiros ou arquitetos, só tem a aprimorar o planejamento da obra, ajudando a definir custos, prazos, materiais e demais itens essenciais para a reforma – evitando gastos desnecessários e, consequentemente, compensando o investimento dessa contratação.

planeje-sua-reforma

  1. Pesquise preços

O planejamento deve contemplar custos de materiais e mão-de-obra. A recomendação é realizar pesquisas de preço, comparando valores em lojas de materiais de construção, através da internet e, até mesmo, com profissionais da área.

Na hora de cotar preços, falar diretamente com quem entende do assunto servirá para elucidar questões sobre a execução do projeto. Uma reforma de banheiro, por exemplo, exigirá habilidades e ferramentas mais específicas que encarecerão o orçamento total da obra – e estar ciente disso, será uma vantagem.

Uma opção é contar com uma planilha financeira para cotações, assim é possível comparar locais e o custo de cada item da obra.

Sugestão de planilha:

planilha-orcamento

  1. Analise seu comprometimento de renda

Juntando todas as dicas, é preciso avaliar sua capacidade de comprometimento financeiro. O ideal é que os custos com a obra não ultrapassem mais de 1/3 de sua renda mensal. Isso evita não só o risco de endividar-se para concluir o projeto, como também possíveis atrasos ou trabalhos inacabados.

Seguindo essas recomendações para realizar reformas, como a decoração da área de lazer, tende a ser muito mais fácil, abrindo caminho para que novas ideias surjam e o imóvel fique ainda mais aconchegante.

Imagens: agraphiawriting / interiorcustom.

Comments

comments

Faça um comentário