Faculdade no Paraguai: as Principais Universidades, Onde Morar e Como é Estudar no País

por 21 de dezembro de 2017Morar em Foz do Iguaçu

Morar em Foz do Iguaçu é fazer fronteira com dois países diferentes e poder aproveitar todas as vantagens de cada um deles. Cursar uma faculdade no Paraguai, por exemplo, é um dos fatores que mais atraem novos moradores para a cidade, além de ser uma facilidade para quem já reside aqui.

Ciudad del Este, cidade paraguaia que faz fronteira com Foz do Iguaçu, possui diversas instituições com cursos renomados. Entre eles, a graduação em Medicina é a mais procurada, por possuir maior facilidade de ingresso e custo reduzido em comparação às universidades brasileiras.

Pensando nisso, falamos com estudantes de faculdades no Paraguai para saber como é estudar no país vizinho. E selecionamos as melhores informações sobre as duas principais instituições de Ciudad del Este.

Neste post você vai encontrar:

Principais Faculdades no Paraguai

 Universidad Privada del Este – UPE

A UPE é uma das principais e mais conhecidas faculdades no Paraguai para o curso de Medicina, atraindo estudantes de todas as partes do Brasil. Situada em Ciudad del Este, ela fica a poucos minutos da fronteira, facilitando o transporte diário para quem deseja morar em Foz do Iguaçu.

A instituição também oferece cursos de Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição, Direito, Arquitetura e Urbanismo, e Engenharia Eletromecânica.

Para quem deseja ingressar em Medicina no Paraguai, é necessário passar por um “curso de nivelamento” com duração de três meses.

É um pré-requisito da universidade para os alunos adquirirem conhecimentos fundamentais para a carreira, antes do início das aulas. Para quem vem de fora, essa é uma boa oportunidade para se familiarizar com o idioma espanhol, a principal língua utilizada no curso.

Universidad Politécnica y Artística del Paraguay – UPAP

São mais de 40 anos de história e dezenas de instituições espalhadas por todo o Paraguai. Somente em Ciudad del Este fronteira com Foz do Iguaçu duas sedes da UPAP: uma no centro da cidade e outra no Km 10.

Muito conhecida, a universidade possui cerca de 2 mil alunos brasileiros matriculados em Medicina.

Ao todo, a faculdade oferece mais de 50 cursos de graduação em diversas áreas: Artes, Administração, Direito, Comunicação, Engenharia, Saúde, Turismo, entre outras.

Medicina, a formação com a maior procura, tem duração de 6 anos. Para ingressar, também é preciso fazer um “curso de nivelamento”, que funciona como uma espécie de vestibular. Esse processo é realizado simultaneamente às matérias do primeiro ano do curso.

Dicas para Estudar no Paraguai

1. Como Escolher o Local Ideal para Morar?

Muitos estudantes que fazem faculdade no Paraguai optam por morar em Foz do Iguaçu. A cidade é vizinha à Ciudad del Este e oferece ótimas opções de imóveis.

Então, o primeiro passo para escolher onde morar, é buscar um local que facilite o acesso e transporte até o Paraguai, depois descubra se existem supermercados, farmácias e posto de gasolina por perto.

Você pode conferir também nossas dicas dos melhores bairros em Foz do Iguaçu para estudantes. 😉

2. Custo de Vida em Foz do Iguaçu

A boa notícia é que, em comparação com outras regiões do Brasil, o custo de vida em Foz do Iguaçu costuma ser mais baixo.

  • Aluguel de kitinete: de R$416 a R$800;
  • Refeição: de R$12 a R$50;
  • Ônibus: R$3,45
  • Internet 6MB: R$120

*A fonte dos dados é do site custodevida.com.br. Preços médios em 2017.

3. Documentação Necessária

Ao escolher a faculdade no Paraguai, verifique com a instituição quais são os documentos exigidos pela mesma, além do prazo para a regularização completa.

Itens indispensáveis:

  • Visto de Imigração (mesmo para quem vai morar em Foz do Iguaçu);
  • Legalização do histórico de Ensino Médio junto ao MEC do Paraguai.

A Realidade de Quem Estuda no Paraguai e Mora em Foz do Iguaçu

Para facilitar sua escolha, conversamos com duas estudantes de faculdades no Paraguai que vivem essa realidade diariamente.

A Pâmella Denise Sales Andrade, 24, é estudante de Medicina na UPAP e está no 1º ano. A Gabriela Quadros também cursa Medicina, na UPE, e vai iniciar o 2º ano.

Confira o que elas disseram:

Por que você decidiu estudar no Paraguai?

Pâmella: Porque o curso de Medicina no Paraguai é muito mais barato que no Brasil.

Gabriela: Havia tempo que tinha em mente fazer Medicina, mas no Brasil, em instituição privada, é um absurdo e para ingressar nelas a concorrência é muito grande. Nas públicas, nem se fala: além de ser muito concorrido, o número de vagas é pouco. Então, o Paraguai foi uma maneira de ingressar na carreira, já que o custo e a concorrência é bem menor em relação às instituições no Brasil.

O que você acha do ensino de Medicina no Paraguai? Encontrou dificuldades?

Pâmella: Acho o ensino muito bom, tenho bons professores. Dificuldades eu só encontro nas matérias em si. Medicina é um curso difícil em qualquer lugar.

Gabriela: Acredito que o método de ensino e de avaliação é muito eficaz, já que passamos o ano inteiro estudando para atingir uma média (60%). Porém, essa média não significa que estamos aprovados na matéria, e sim, habilitados a fazer a prova final que dirá se estamos capazes de avançar para o ano seguinte.

Não encontrei dificuldades. A faculdade dá uma base e uma estrutura de informação muito grande e, também, os alunos que já estão estudando lá, dos anos anteriores, nos ajudam em dúvidas cotidianas.

Por que você escolheu morar em Foz do Iguaçu?

Pâmella: Porque, antes de vir morar aqui, eu morei em Buenos Aires, Argentina, e eu sabia das dificuldades de morar em outro país. Então, eu decidi morar em Foz do Iguaçu porque é Brasil, é muito mais fácil resolver qualquer problema que eu tiver, e também acho mais seguro porque moro sozinha.

Gabriela: A princípio, como não conhecia ninguém do país vizinho, decidi no meu primeiro ano morar em Foz pela acessibilidade que a cidade favorece e para ter um tempo para conhecer o Paraguai melhor.

Como você escolheu o melhor bairro para morar?

Pâmella: Primeiro tentei alugar por imobiliária, só que eu, por exemplo, não tenho fiador, mas não me incomodaria de antecipar aluguéis como garantia para conseguir a locação do apartamento. No fim, tive uns amigos que me ajudaram. Não foi uma ajuda muito grande, porque eles também não conheciam Foz muito bem.

Gabriela: Na verdade, foi às pressas. Em janeiro, precisávamos vir morar para cá e foi bem difícil encontrar um local seguro e com boa localização (perto de mercado, posto, farmácia), aí entramos em contato com imobiliárias.

Fale um pouco sobre sua rotina. Você vai ao Paraguai todos os dias?

Pâmella: Depende muito, porque todo mês meu horário muda. Esse mês já tenho outro horário. Só fico o dia inteiro lá quando tenho aula de manhã e à tarde, no mesmo dia. Caso contrário, volto pra casa.

Gabriela: Vou todos os dias para o Paraguai. Como tem uma diferença de horário (1 hora a menos lá) não se torna cansativo. No início do ano tínhamos aulas todos os dias das 07:30 às 17:30. Na metade do ano fomos eliminando matérias menores (por exemplo, Língua Guarani), reduzindo assim, 1 dia de aula durante a semana. Perto da faculdade têm restaurantes com preços bem acessíveis onde podemos almoçar. Na cantina da faculdade eles disponibilizam também micro-ondas, caso os alunos levem almoço de casa.

Que dicas você daria para quem pretende estudar no Paraguai?

Pâmella: Se for possível, venha antes conhecer a cidade e procurar com calma um lugar para morar.

Gabriela: Pode ser mais fácil ingressar na faculdade de Medicina no Paraguai, mas, acredite, tem que haver a mesma dedicação que em uma instituição brasileira.

O que você acha de fazer faculdade no Paraguai? Compartilhe com seus amigos!

Imagens: Isto é Saúde, UPAP, Blog UniFOA, Revista ACIFI.

Comments

comments

Faça um comentário