Animais em Condomínio: Dicas Úteis para Manter a Harmonia entre os Vizinhos

por 20 de janeiro de 2017Dicas da Sol

Cachorros, gatos, pássaros, entre outros… Os bichinhos de estimação são considerados membros de várias famílias brasileiras. Entretanto, animais em condomínio, principalmente em apartamentos, são motivos de diversos conflitos.

Seja pelo mau cheiro, barulho ou sujeira, muitos vizinhos se incomodam com a presença do animalzinho, sendo necessário tomar alguns cuidados para garantir a harmonia entre os vizinhos e não atrapalhar a rotina residencial.

Pensando nisso, separamos algumas dicas úteis para evitar conflitos para quem tem animais em condomínio. Confira!

  1. Procure um Animal Adequado ao Espaço

Para garantir a boa convivência com os vizinhos é ideal tomar alguns cuidados na hora de escolher qual será o bichinho de estimação. Animais em apartamentos se adaptam melhor se forem de pequeno porte.

Cachorros grandes, por exemplo, podem ficar irritados com pouco espaço, podendo latir com frequência e incomodar os vizinhos.

Já em condomínios horizontais há maior liberdade para escolher os animais, por haver um ambiente mais reservado – entretanto é sempre necessário seguir as regras impostas pelo local.

  1. Adestramento dos Animais em Condomínio

Principalmente quando se trata de cachorros, que costumam ser mais bagunceiros e barulhentos, é bacana contratar uma empresa de adestramento. Desta forma, o cão será treinado para latir com menor frequência, além de fazer as necessidades em um local específico, evitando mau cheiro e sujeira em locais inapropriados.

  1. Cuide da Higiene do Bichinho de Estimação

Cuidados com a higiene são essenciais para garantir que o mau cheiro não seja um problema para os vizinhos. Banhos regulares devem fazer parte da rotina dos animais de estimação, bem como a limpeza do ambiente e recolhimento das necessidades fisiológicas dos bichinhos em áreas de convívio comum.

Manter as vacinas em dia e observar características como queda excessiva de pelos também devem ser rotineiras para garantir a saúde do animal e evitar problemas com os vizinhos.

  1. Dê Atenção ao Seu Animal de Estimação

Para garantir o sossego no prédio, não deixe o bichinho por muito tempo sozinho. Assim como os seres humanos, eles necessitam de atenção e carinho. Se você passa pouco tempo em casa, contrate um dog walker para levá-lo para passear e evitar que latidos e choros sejam motivo de incômodo.

Animais em Condomínio: Legislação

De acordo com a Constituição Federal Brasileira, nenhuma convenção pode proibir a permanência de animais dentro da casa ou apartamento do residente.

A legislação garante ao morador o direito de possuir um bichinho de estimação, desde que não perturbe o sossego dos vizinhos, ofereça riscos à saúde e segurança ou afete a higiene do local. Ou seja, basta cumprir as normas de convivência e acordos socialmente estabelecidos para assegurar o direito de possuir um animal dentro do condomínio.

O que você achou das dicas e sugestões? Deixe um comentário!

Imagens: Sigcondomínios, The Balance.

Comments

comments

Faça um comentário